Dia Mundial da Paralisia Cerebral

Dia 06 de outubro é o dia mundial da paralisia cerebral (PC). Essa data foi criada pela World Cerebral Palsy Initiative, um movimento de pessoas com paralisia cerebral, suas famílias, e as organizações que as apoiam, em mais de 75 países e busca garantir aos pacientes com PC, os mesmos direitos, acesso e oportunidades que quaisquer outras pessoas. Esse dia tem como objetivo informar e conscientizar as pessoas sobre a paralisia cerebral.

 

A paralisia cerebral (PC) é uma desordem cerebral permanente que afeta os movimentos e a postura, causando limitações nas atividades. Os sintomas normalmente ocorrem devido a um distúrbio que acontece no desenvolvimento do cérebro durante a gestação, na hora do parto ou até mesmo alguns anos após o nascimento, podendo estar relacionada a crianças prematuras. Paralisia cerebral é caracterizada por alterações neurológicas permanentes que afetam o desenvolvimento motor e cognitivo.

 

As características da doença são variadas, estando diretamente relacionadas à extensão do dano neurológico: lesões mais extensas do cérebro tendem a causar quadros mais graves. Os diferentes graus de comprometimento motor e cognitivo podem levar a um leve acometimento com pequenos déficits neurológicos até a casos graves, com grandes restrições à mobilização e dificuldade de posicionamento e comprometimento cognitivo associado. As alterações da parte motora incluem, problemas na marcha (como paralisia das pernas), hemiplegia (fraqueza em um dos lados do corpo), alterações do tônus muscular (espasticidade caracterizada por rigidez dos músculos) e distonia (contração involuntária dos membros). Em casos graves, há necessidade do uso de cadeira de rodas. Já as alterações cognitivas incluem problemas na fala, no comportamento, na interação social e no raciocínio. Os pacientes também podem apresentar convulsões.

O tratamento tem como objetivos contemplar o ganho de novas habilidades e minimizar ou prevenir complicações como, deformidades articulares ou ósseas, convulsões, distúrbios respiratórios e digestivos. A PC é uma deficiência permanente e não há cura conhecida, mas o tratamento resulta em uma condição melhor na qualidade de vida para ajudar a pessoa com PC a desenvolver a sua própria autonomia.

 

Fonte: https://worldcpday.org/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.